Pages

12.4.14

Gospel Fair abre espaço para emissoras de Rádio e TV em Goiânia

A Gospel Fair é um evento que reúnem várias empresas no segmento gospel.

O evento conta com vários estandes divididos em veículos de comunicação, livrarias, gravadoras, ONGS, artistas evangélicos entre outros.

Serão aproximadamente 140 expositores em diversas categorias que atendem o público evangélico. A expectativa de público é de 100 mil visitantes nos “4” (quatro) dias da feira, número que é possível ser superado devido à porcentagem de público evangélico na cidade, sem mencionar a presença dos outros Estados e suas respectivas caravanas.

Organizada pela Spock Promoções na direção de Jeferson Baick, a empresa é norteada pelos princípios cristãos direcionada ao publico evangélico com sua base no estado de Goiás e atuação na área de promoção e eventos em todo o território nacional por meio de trabalhos como o Garagem Gospel e Igreja na Rede.


As emissoras Fonte FM, Vinha FM, Voz FM entre outras estão participando do evento e transmitindo a sua programação ao vivo do evento.


A feira se realizará no Centro de Convenções de Goiânia (CCG) até o dia 13 de abril (domingo),


Maiores informações acesse: www.gospelfair.com.br

80% das emissoras solicitaram mudança para a faixa FM

Cerca de 80% das rádios AM de todas as regiões do país solicitaram ao Ministério das Comunicações autorização para migrar para a faixa de FM. O MiniCom recebeu um total de 1.386 pedidos de migração, em um universo que engloba 1.781 emissoras em todo o Brasil. Os dados fazem parte do balanço das sessões públicas realizadas em todas as capitais desde o dia 24 de março.
A adesão à proposta do Ministério das Comunicações foi alta na maioria dos Estados. No Pará e no Amapá, todas as rádios que operam em ondas médias apresentaram requerimentos. São Paulo, o Estado com mais emissoras AM (274, no total), registrou 237 pedidos. Mato Grosso do Sul, com 55 estações, teve 51 pedidos.
Das 108 emissoras AM de Santa Catarina, 100 delas pediram a migração. No Paraná, onde existem 180 rádios AM, o número de pedidos chegou a 162. Os requerimentos atingem mais de 80% no Rio de Janeiro, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Paraíba, Alagoas, Pernambuco, Acre, Roraima, Tocantins, Goiás e Mato Grosso.
Os radiodifusores que solicitaram a migração receberão um número de protocolo, para acompanhar a tramitação dos seus pedidos.
Novas faixas
A Anatel realizará estudos de viabilidade técnica em cada unidade da federação para determinar se há espaço para a migração de todas as emissoras interessadas em cada município. Nos casos em que não haja espaço no espectro, a agência deverá analisar a necessidade de uso da faixa estendida de FM (de 76 MHz a 88 MHz), que deve ser liberada com a digitalização da TV.
Os canais 5 e 6, que hoje são ocupados por canais analógicos de TV, serão desocupados e destinados à FM. Hoje, as FMs são sintonizadas na faixa de 87.9 MHz a 107.9 MHz. Com a liberação dos canais, essa frequência será estendida de 76 MHz a 107.9 MHz.
Prazo
As entidades que não participaram das sessões públicas ainda podem enviar os requerimentos para o MiniCom até o dia 10 de novembro. Mas, nesse caso, o pedido só vai ser analisado depois que a Anatel concluir os estudos de viabilidade técnica naquele Estado.
Modernização
A migração das rádios AM para a faixa de FM foi autorizada no fim do ano passado pelo decreto 8.139. O objetivo da medida, que atende a uma antiga demanda de radiodifusores, é permitir a continuidade da operação dessas emissoras na nova faixa, já que o sinal das estações AM vem caindo em qualidade devido ao crescimento das cidades, além de não ser acessível em dispositivos como celulares e tablets ou mesmo em aparelhos de recepção mais modernos.
Fonte: Ministério das Comunicações

Radialista é ameçado com faca por não tocar música

                   
O fato ocorreu na Emissora 104,1 FM da cidade de Giruá, no Rio Grande do Sul.

O radialista Jair Wathier (foto) teme uma represália por parte do homem que ingressou na sede da estação em que trabalha e ameaçou lhe agredir com uma faca.

Segundo o locutor, o fato inusitado ocorreu no dia 04 de abril em Giruá, no Noroeste do Rio Grande do Sul, quando ele estava no ar e negou um pedido para tocar uma música tradicionalista gaúcha. Ninguém se feriu.

"Tenho medo de que ele possa fazer alguma coisa contra a minha família. Tenho um filho de 3 anos e essa falta de segurança me preocupa", diz Wathier.

A polícia faz buscas ao suspeito

O áudio que foi ao ar pouco depois dos momentos de tensão entre o locutor e o ouvinte mostram que ele pediu ajuda à Brigada Militar .O agressor fugiu do local em um táxi, e até o momento não foi encontrado. Segundo a polícia, ele tem antecedentes por tráfico de drogas. A Polícia Civil investiga o caso.

"Ele veio em minha direção, puxou a adaga dele e tentou me executar. A única coisa que eu pude fazer é dizer: 'por favor não faça uma coisa dessas'. Eu implorei, 'pelo amor de Deus, não faça isso'", contou o locutor, que trabalha há 20 anos na rádio e diz nunca ter presenciado algo parecido.

A confusão começou quando o homem pediu que o radialista tocasse "Corpo Esgualepado", do cantor tradicionalista Xirú Missioneiro. No entanto, outra música foi colocada no ar. Revoltado, o homem invadiu o local e ameaçou Wathier. De acordo com a polícia, apenas duas pessoas estavam na rádio naquele momento: a secretária e o locutor.

"As marcas dos cortes profundos estão aqui na minha mesa, mas as lembranças vão ficar pra sempre na minha cabeça", contou o locutor, enquanto exibia marcas das facadas na mesa (foto abaixo).Wathier conseguiu abrir o áudio do microfone e pediu ajuda. "Para com isso, Chico!", apelou o radialista. Enquanto isso, o agressor gritava: "Está tudo errado. Bagaceira".

Antes de sair do estúdio, o homem desferiu golpes de faca na mesa. Logo em seguida, é possível ouvir Wathier se desculpando aos demais ouvintes da região.

"Que homem louco, o Chico. O cara chegou aqui e puxou uma faca. Pessoal da Brigada [Militar]... Muito bem, o agressor foi embora. Estamos bem, graças a Deus, tivemos um ouvinte que não gostou da música que rolamos, chegou aqui e puxou uma faca. Agora será encaminhada para as nossas autoridades", completou, ao vivo, esclarecendo o ocorrido.

Fonte: Bastidores do Rádio

Seguidores Blog Dos Radialistas